• Peru: Todas as dicas para programar a sua viagem!

Dicas de Londres: como chegar, se locomover, como comer bem gastando pouco

Postado em

Oi, pessoal, tudo bem?

Fiz uma perguntinha no Instagram e no Facebook:  Qual série de posts vocês querem ver primeiro no blog, Londres ou Paris ? E Londres foi a vencedora! Então, meus queridos leitores, se você  está planejando visitar a terra da Rainha, não deixe de acompanhar o Ciao Viaggio de jeito nenhum…rss…para facilitar a sua vida, você pode cadastrar seu email no campo direito do blog (se estiver acessando pelo celular ou tablet na vertical, fica no fundo, depois dos posts) e assim receberá os posts via email, podendo ler quando e onde quiser – fácil, né?

DSC_0080-e1426708220569Antes de mais nada, eu gostaria de compartilhar com vocês meu amor por Londres. Foi a primeira cidade européia que conheci, em 2011, e pensava que talvez por isso tivesse me encantando antes…bom, depois de conhecer outros países e cidades no Velho Continente, voltei a Londres agora no carnaval de 2015 e constatei que meu amor pela cidade só aumentou!! rsss…Moraria fácil fácil lá, se eu tivesse coragem de largar tudo por aqui…hahahahaha….mas isso não vem ao caso agora, certo?

2011-04-23 London Vanessa Leo Part 3 (11)

A charmosa estação de metrô Baker Street

Nesse post aqui, você terá dicas básicas das básicas para seu planejamento inicial de viagem. Nos próximos posts, vamos falar sobre transporte na cidade e todos os lugares que já conheci, sempre tin tin por tin tin, pra facilitar a sua vida. Qualquer dúvida, sugestão, crítica, elogio, usem aqui os comentários. Adoro receber o feedback de vocês 🙂

Quando ir a Londres?

Sempre que puder! hahahahahahaha. Brincadeiras a parte, as temperaturas de Londres são sempre, digamos, “mais ou menos”: mais ou menos frio, mais ou menos calor…lá é raro nevar, então não tenha medo de encarar o inverno. Eu fui nos meses de Abril (primavera) e Fevereiro (inverno) e nas duas vezes foi super tranquilo.

Em qualquer estação que você for, será difícil escapar da chuva – eu tive muita sorte nas duas vezes, peguei apenas 1 dia de chuva nessa minha última viagem a Londres, mas, repito: foi sorte!

Para saber tudo o que está rolando na cidade quando você estiver por lá, consulte o site do Time Out.

Visto:

Não é necessário visto a brasileiros que visitam Londres. Lembre-se de que seu passaporte tem que ter pelo menos 6 meses de validade.

Para qualquer emergência, consulte aqui os contatos da Embaixada Brasileira em Londres.

Tomadas:

Não se esqueça de levar um adaptador de tomada – vi vários em supermercados, mas não gosto de vacilar e correr o risco de ficar com a câmera descarregada, já pensou?

O formato da tomada de lá é esse abaixo:

inglaterra

 Eu comprei um adaptador universal uma vez e não me preocupo mais com isso – recomendo!

 Chegando em Londres: como ir do aeroporto ao hotel?

Londres tem, nada mais nada menos, do que 5 aeroportos (sendo que a cidade é do tamanho da de São Paulo, praticamente), mas, indo do Brasil pra lá, você provavelmente chegará pelo Heathrow.

Com seus 5 terminais, Heathrow fica na zona 6 de Londres, ou seja, é um bocado afastado das zonas 1 e 2, onde fica o centro de Londres e a grande maioria das atrações turísticas que você vai querer conhecer.

Metrô

A ótima notícia é que o aeroporto de Heathrow é ligado ao metrô 🙂 (lPicadilly line). Essa é uma opção barata e eficiente para você chegar ao seu hotel – só pode ser meio chata se você estiver com malas pesadas e precisar fazer muitas baldeações, mas aí é decisão sua.

2011-04-20 London Vanessa Leo Part 1 (11)

Para usar o metrô, é super simples.  No aeroporto, siga as placas com indicação “Underground”, que é o metrô. Compre no guichê seu cartão Oyster que dá acesso ao transporte. O próximo post será sobre o Oyster, mas já adianto aqui: paguei GBP 5 libras na emissão do mesmo, peça o recibo e guarde com você  pois, quando for embora, poderá devolver o cartão e pegar suas GBP 5 de volta. Abasteci com GBP 10 o que deu para mais ou menos 1 dia de tour em Londres.

Comprando o Oyster, pegue o mapa do metrô – eu recomendo você já dar uma estudada no mapa do metrô e como chegar ao seu hotel antes da sua viagem – pra que perder tempo, cansado (a) depois de horas de voo com isso, né?

Táxi

A opção mais cara e também a mais confortável. Eu voltei de táxi de Kent, onde mora o meu amigo, ao aeroporto e paguei GBP 65 – bem caro, mas estávamos com muitas malas, e pra gente valeu a pena. Do centro de Londres ao aeroporto, esse valor pode girar em torno de GBP 45.

2011-04-20 London Vanessa Leo Part 1 (22)

Minicabs, comuns no centro de Londres

Transfer

Você pode verificar com seu hotel se eles oferecem transfer do aeroporto até lá – quando oferecem, geralmente são pagos a parte mas de repente pode valer a pena a você.

Heathrow Express

Faz o trajeto Heathrow – Paddington e vice versa – pode valer a pena se você estiver hospedado (a) na região. O bilhete só de um trecho para adulto custa GBP 21 e ida e volta, GBP 35 e podem ser adquiridos no site (clique aqui). Como nunca usei essa opção, não tenho como avaliar a vocês.

Hospedagem

Recomendo ficarem nas zonas 1 ou 2, próximo a uma estação de metrô.  Tente apenas dar uma estudada na região antes, pois algumas regiões, mesmo que nessas zonas, podem não ser lá muito atrativas, principalmente a noite.

Alimentação

Quando a gente pensa na conversão do Real x Libra, já imagina que vai gastar uma fortuna em comida em Londres, né?? Engano seu… Londres pode não ser prestigiada por sua gastronomia, mas você consegue sim comer bem e gastando pouco. Para isso, indico os pubs, ótimos para almoçar: você faz o seu pedido e paga diretamente no caixa, e garanto que com menos de 10 libras você consegue pedir uma carne com legumes, um hamburguer ou mesmo uma massa. Lógico que os preços estão muito relacionados a onde você está, né? Quanto mais turística a região, mais cara será a sua alimentação e, provavelmente, a uma qualidade inferior.

Sanduba delícia do pub Penderel’s Oak, no bairro de Holborn. Esse pub é super charmoso, parece uma biblioteca, e foi minha segunda vez lá. Endereço: 283-288 High Holborn. Estações de metrô próximas: Holborn e Chancery Lane.

DSC_0358 (1)

Em Londres também proliferam cafés deliciosos que colocam o Starbucks, tão amado pelos brasileiros, no chinelo. Refiro-me a redes como Nero’s, Costa, Eat., Pret a Manger e minha queridinha Paul Bakery (meu SONHO uma filial dessa rede aqui no Brasil), além de outros. Você encontrará, além de cafés e pães, sanduíches deliciosos, saladas e as vezes até sopa, tudo a precinhos que você pode converter para Reais sem medo de ser feliz. 🙂

Torta de limão da Paul's

Torta de limão da Paul’s

E tem mais: os supermercados. Meu preferido no quesito “comida pronta” é o Marks & Spencer, que você verá por toda a parte em Londres. Lá você encontrará saladas, massas, risotos, carnes, de tudo um pouco. Outras opções são o Tesco e Sainsbury’s.  São muitas opções para quem quer comer “comida” e não apenas lanche, pagando pouco.

Uma dica um pouco aleatória para quem, assim como eu, é apaixonado por cookies: experimentem o cookie Ben’s – olhem que “gordinho” – esse eu provei no Covent Garden. É bem gostoso, mas meu preferido continua sendo o Mr Cheney, que tem aqui no Brasil.

DSC_0409 DSC_0410

Eu não fui conhecer nenhum restaurante de alta gastronomia em Londres e a ideia aqui é de dar dicas de comidinhas gostosas e acessíveis, ainda mais considerando o quanto a nossa moeda é desvalorizada em relação à libra 🙁 Se você tiver mais dicas, compartilhe aqui com a gente!

 Fiquem ligados nos próximos posts sobre Londres e avisem seus amigos que querem conhecer a cidade. Dúvidas, usem a caixa de comentários aqui abaixo!

0 Comentários para “Dicas de Londres: como chegar, se locomover, como comer bem gastando pouco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *