• Peru: Todas as dicas para programar a sua viagem!

Conhecendo Juanita: a famosa múmia peruana

Postado em

Depois de conhecermos o Monastério de Santa Catalina, caminhamos bastante pelo centro e depois pegamos um táxi, para nos deixar na Casa de la Cultura, onde fica o Museo Santuarios Andinos – é lá que fica exposta a múmia da Juanita.

DSC_1986

Mas afinal, quem é Juanita??

Juanita é uma múmia que foi descoberta em 1995 por um antropólogo, no vulcão Ampato, em perfeito estado de conservação, provavelmente em virtude da baixa temperatura em que se encontrava (o Vulcão Ampato tem mais de 6.300 metros de altitude – Juanita foi encontrada mais abaixo). Estudos apontam que Juanita, nome atribuído à jovem, deveria ter de 12 a 15 anos e falecido na segunda metade do século 15.

Durante muitos dos passeios guiados que fizemos, sobretudo na região de Cusco, nos foi dito que os incas não faziam sacrifícios humanos, apenas com animais – a múmia Juanita contraria essas teses pois estudos indicam que ela foi dada como oferenda aos deuses, e ofertar uma criança era um sacrifício comum na época. Meu amigo questionou ao guia que nos acompanhou nesse museu quanto aos sacrifícios humanos aos deuses e ele confirmou que, apesar de não serem muito usuais, de fato aconteciam.

O guia nos contou que a crença é de que as crianças oferecidas aos deuses teriam em troca a divindade. Acredita-se que depois de algumas festividades e rituais aos deuses, Juanita tenha levado um golpe na cabeça após adormecer, causando a sua morte, e que era de conhecimento da garota de que ela seria ofertada aos deuses.

A múmia Juanita. Fonte: http://www.ucsm.edu.pe/

A múmia Juanita. Fonte: http://www.ucsm.edu.pe/

Na entrada do Museu, você paga o seu bilhete e precisa deixar seus pertences – fotos lá dentro não são permitidas. Um guia te acompanhará durante toda a visita que, pelo que me lembre, dura uns 40 minutos. O pagamento ao guia (gorjeta/caixinha, como preferir) é facultativo, mas lá no Peru, todo mundo espera uma gorjeta sempre rss.

DSC_1987

Você será direcionado a uma sala onde passará um filme rápido sobre o museu e depois o guia chega para acompanhar o grupo. No Museu, você verá muitas peças encontradas pelos arqueólogos, como roupas, sapatos e utensílios diversos. É interessante e tudo o mais, mas para meu gosto, a explicação se estendia demais e ainda tínhamos muito tempo para ver aqueles objetos, sabe? Fiquei um pouco entediada.

As salas eram escuras e MUITO frias. Por mais que esteja um calorão na rua, não se engane: como diria sua mãe, “leve um casaco”…rs

São várias sessões em que vemos objetos encontrados daquela época mas o que todo o mundo quer ver mesmo é a múmia que, obviamente, é a última “atração” dessa visita. Juanita fica protegida numa redoma de vidro, conservada no gelo. Muito, muito frio – certamente o guia falou a quantos graus a múmia era mantida mas infelizmente não me lembro.

Confesso a vocês que tive um pouco de dificuldade de “enxergar” Juanita: a sala era tão escura, o vidro tão grosso e eu, ainda por cima, sem óculos (sou míope, gente…rs), que ficou complicado.

Valeu a pena, claro, mas a imagem que vi lá nem se compara à nitidez dessa foto abaixo, extraída do site:

Fonte: http://www.ucsm.edu.pe/

Fonte: http://www.ucsm.edu.pe/

Além de Juanita, outros corpos foram encontrados, mas o dela era o que tinha melhor estado de conservação. Ela fica exposta no museu entre os meses de Maio a Dezembro – nos demais, é exposta outra múmia, a Sarita.

Como visitar?

 Museu Santuários Andinos

 Endereço: Calle la Merced, 110 – Arequipa

Horários: De segunda a sábado das 9 as 18 horas e Domingos das 9 as 15 horas. Verifique no site oficial antes de ir, não custa nada 🙂

Entrada: 20 soles para estrangeiros (Base Set/14). Estudantes com carteirinha internacional pagam 10 soles

Site: http://www.ucsm.edu.pe/

Quer saber mais sobre o Peru? Confira aqui todos os posts já publicados no blog!

Um comentário sobre “Conhecendo Juanita: a famosa múmia peruana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *