• Peru: Todas as dicas para programar a sua viagem!

Passeio pelas Ilhas flutuantes de Uros e Taquile

Postado em

Fazer o passeio pelas Ilhas flutuantes de Uros e Taquile, e como consequência, conhecer, finalmente, o Lago Titicaca, foi o propósito de nossa ida à cidade de Puno.

Como funciona o passeio?

Contratamos o passeio antes da viagem diretamente com o hotel, pois costumam sair logo cedo, e chegaríamos de madrugada. O ônibus te busca no hotel e leva até o porto da cidade de Puno, de onde saem os barcos para as Ilhas flutuantes de Uros.

Quando compramos, o tour englobaria Uros e Ilhas Taquile, com 2 opções de barcos: o tradicional, mais lento, por 90 soles, e o rápido, por 130 soles. A diferença até que é significativa, porém, a volta de Taquile a Puno pode levar umas 2 horas no barco lento, logo depois do almoço. Decidimos pelo barco rápido, para chegarmos mais cedo ao hotel e poder descansar antes de sairmos para jantar.

Pelo que percebi, é fácil de se comprar o passeio na hora – existiam vários pontos de venda perto do porto, porém, sempre recomendo que você busque indicações com seu hotel.

Ilhas de Uros

 Navegamos por cerca de 30 minutos pelo imenso Lago Titicaca até visualizarmos as primeiras famílias Uros, que nos aguardavam.

uros1

As ilhas são artificiais e feitas de totora, uma planta encontrada com certa abundância pelo Lago. Um dos moradores da ilha nos mostrou como as ilhas são construídas, através de uma pequena maquete (eu gravei um vídeo dele explicando, mas cadê que sei editar?? Hunf)

uros4

Há alguns anos, diversas famílias habitavam as ilhas, porém, muitos dos jovens partiram, para tentar a vida em outras cidades, restando hoje poucas famílias que vivem do turismo a Ilha.

Sim, é um passeio super “para turista ver” e confesso que, quando estava planejando o meu roteiro pelo Peru, estava mais empolgada em conhecer o Lago Titicaca do que a Ilha de Uros em sim, mas, no final das contas, eu gostei de ter ido conhecer, saber que um dia famílias realmente escolheram aquele lugar para viver.

uros2

uros3

As famílias usam as roupas típicas e as crianças são pura fofura: tinham umas 3 na ilha que visitei (eu queria ter levado doces a elas, mas acabou que não deu tempo).  As mulheres vendem lá o seu artesanato, enquanto os homens trabalham na cidade. Perguntei ao guia se as crianças iam a escola, e ele me confirmou que sim (estudam a tarde, será? Por que estavam lá na Ilha pela manhã? Fiquei desconfiada…).

uros7

O guia turístico meio que nos “empurrou” para um passeio de barco de totora, a 10 soles por pessoa. É uma lentidão que nossa senhora!! Ok, bacana navegar pelo Lago, tirar foto das Ilhas, mas eu já estava entediada – o passeio durou uns 10 minutos.

uros5

uros6

Na volta do passeio, mais alguns minutos para comprarmos artesanato (as mulheres eram super insistentes para vender) e voltamos ao barco. Caí no sono! Fizeram uma parada em outra Ilha, mesma coisa, mas permaneci no barco – havia dormido tão mal na noite passada e aquele sacolejo todo do barco foi fatal para o meu sono…rss

Ilhas Taquile

taquile1

Navegamos mais uns 20-30minutos e chegamos a Ilhas Taquile. Sendo uma ilha, você pensa o que? É  plano, é tranquilo…Que nada, dona Vanessa!! Respira fundo e bora subir, subir e subir para chegarmos ao centro da Ilha. Por essa eu não esperava…hahahahha

Bora subiiiirr

Bora subiiiirr

As Ilhas Taquile chegam a uma altitude de 3800 metros (mais do que Cusco), entào o soroche dá as caras, sob a forma de falta de fôlego e cansaço acima do comum (algumas pessoas podem ter dores de cabeça forte e náuses, mas felizmente no meu caso foi só cansaço extremo mesmo).

O sol estava quente e aquela subida estava me cansando demais – parei em vários momentos, ofegante. Aqui mais uma vez vale a dica que comento desde o primeiro post sobre o Peru: leve uma garrafa de água. Aproveitei as minhas paradas “sufocantes”rss para tirar algumas fotos lá do alto – essas portas eram sempre disputadas pelos turistas.

taquile2

Enfim, cheguei a Praça principal que tem como grande atrativo…a vista do Lago Titicaca lá de cima!! Também tem umas lojas grandes de artesanato, para quem tiver interesse. Caminhei um pouco pela região, vi casinhas assim simples e super charmosas e, vendo a famosa placa de cidades que fica lá no centrinho, mais uma vez percebi o quanto amo viajar e quantos lugares ainda tenho para conhecer 🙂

taquile6

taquile4

taquile3 taquile5

Seguimos a caminhada para o almoço – e que caminhada!! Não chegávamos nunca!! Hahahahaha. Dessa vez, pelo menos, o caminho era de descida e, do almoço, já voltaríamos ao barco. Perguntei do banheiro, que era fora da sala onde seria servido o almoço, e pelo amor de Deus: esse foi para o ranking to “Top 3 piores banheiros da viagem” hahahahaha. Eram 2 casinhas, se as duas pessoas 9de cada uma) ficassem em pé, se veriam pois a porta era pequena. Papel higiênico, nem preciso dizer: não tinha! Descarga? Ora, na porta tinha um tonel com um pegador: sirva-se da água e jogue no vaso sanitário. E a torneira? Era preciso descer uma escadinha onde tinha um galão, você pegava água e um sabonete (ufa!! Esse tinha) e se lavava.

O almoço era preparado por uma família local e só existiam 2 opções: truta do Titicaca com arroz ou um omelete com algo a mais que nào me lembro, pois quase todo mundo foi na primeira opção. De entrada, uma sopa de quinua com legumes, muito tradicional no Peru.

taquile7

Lago Titicaca

A comida estava muito gostosa, bem caseira, e era inclusa no preço do tour. Logo após o almoço, as famílias nos fizeram uma demonstração do shampoo feito com as plantas locais, e como lavavam as lãs, igualzinho ao que vimos em Chinchero, muito legal. Em seguida, uma dança típica da região, na qual chamaram alguns dos turistas para acompanhar.

taquile8

taquile10

Dica: leve sempre alguns pesos com você para doar em momentos como esse. A população peruana, em sua grande maioria, é bastante pobre e muitos dependem desse turismo para sobreviver.

Aproveitamos que o pessoal ainda estava fazendo hora e quis ir tirar a foto desse arco, antes que entupisse de gente…lá fora, tinha um senhorzinho pedindo esmolas 🙁 Poxa, ver gente idosa passando necessidade acaba comigo…Deixamos umas moedinhas e continuamos nossa descida – estava começando a garoar e aí, sabem como é: cuidado redobrado para não cair ou torcer o pé.

taquile9

Voltamos ao barco para retornarmos a Puno mas a diversão NÃO tinha acabado. Lembram que comentei que pagamos o barco mais caro, porque era mais RÁPIDO? E bora rápido nisso! Nós VOÁVAMOS….hahahahaha… sério!! Eram vários solavancos que LITERALMENTE nos tiravam das poltronas – todo mundo gargalhava. Um italiano quis levantar para tirar fotos lá da frente e literamente caiu de quatro (isso sem contar os objetos despencando)…eu só estava com medo de passar mal, com tanto solavanco logo depois do almoço. Não me lembro ao certo, mas acho que foram de 10 a 15 minutos “voando” no barco, quando, enfim, veio a calmaria…

Chegamos ao porto de Puno e de lá, o ônibus nos deixou de volta ao hotel. Foi um dia muito bacana, cansativo, mas muito especial. Pode ser super turístico, mas mesmo assim achei que valeu a pena! 🙂

Se você já fez esses passeios e tem dicas, compartilhe aqui com a gente! Dúvidas? Pode compartilhar também 🙂

28 Comentários para “Passeio pelas Ilhas flutuantes de Uros e Taquile

  • Lara Denger no dia escreveu:

    Olá Vanessa, fiquei tão feliz e saudosa da viagem que fiz há 2 anos, foi a mesma que você está fazendo agora. Sempre tive vontade de criar um blog relatando o quanto foi lindo e o quanto valeu a pena. Você atravessou do Peru pra Bolívia? Vc chegou a ir até a cidade de Copacana, que também é banhada pelo maravilhoso lago Titicaca? Também tem cenários de tirar o fôlego! Eu voltaria com toda certeza a fazer esse passeio maravilhoso… e me arrependeria por toda a vida se não tivesse feito. É como vc disse: nesses momentos de contemplação, a gente para e pensa em quantas lugares ainda tem pra conhecer… eu me tornei uma apaixonada por viagens depois desse roteiro Peru/Bolivia/Chile. Amei suas postagens! Continue assim! Beijo. Lara

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Que legal, Lara!! Com dor no coracao, eu deixei Bolivia de lado e fiz apenas Peru (cheguei em Puno por Cusco). Meu plano (ainda sem data definida) eh fazer Bolivia e Atacama no Chile. Concordo com voce, tambem sou uma apaixonada por viagens e acho que esses momentos e conhecimentos que adquirimos levamos para a vida toda. O melhor dinheiro gasto, sempre!

      Responder

    • Fernanda Trentini Lorusso no dia escreveu:

      Oi Lara! Estou planejando a viagem Peru – Bolívia com meu marido para Outubro.
      Tu perguntou para a Vanessa se ela fez a travessia Puno-Copacabana. Estou procurando por alguém que fez pra saber como é! Tu chegou a fazer? Quantas horas é? Tem alguma burocracia na travessia? Dormiu em Copacabana?
      Espero retorno. Obrigada!

      Responder

  • LUCIANE MARIA ARGENTA DE MATTES PAULA no dia escreveu:

    Olá Vanessa!
    Adorei seu blog e todas as dicar e informações sobre o passeio. Estamos programando uma viagem para Machu Picchu e gostaria de ir para as Ilhas flutuantes de Uros e Tequile. Como vamos ficar em Cusco, gostaria de saber se a cidade de Punos é muito distante, se é possível ir de carro e quanto tempo demora e se esse passeio pode ser comprado em Cusco ou só em Punos mesmo? quanto mais ou menos custa um passeio desses.
    Agradeço imensamente por sua ajuda.
    Abraços

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Luciane.
      Não dá pra fazer bate e volta não, recomendo que você durma uma noite em Puno (a empresa de turismo veio nos buscar no hotel as 7 da manhã). Eu não recomendo viajar de carro de Peru, é preciso estar acostumado a dirigir e lugares montanhosos, com o ar rarefeito, sem contar que vi muitas imprudências de motoristas nas estradas – eu fui de ônibus (Cruz del Sur) e deu tudo certo.
      Fechamos o passeio com o nosso hotel, e pagamos 130 soles o barco mais rápido, sendo que tinha uma opção com o barco lento a 90 soles (isso em Set/14). O que não faltam são opções de empresas vendendo o tour pelas Ilhas em Puno, a cidade sobrevive basicamente por conta disso.
      Qualquer dúvida é só falar. Abraços

      Responder

  • Angel no dia escreveu:

    Olá! Excelente relato, adorei as fotos e como você contou tudo! Só uma pergunta, quanto tempo demora o passeio mesmo?

    Estou com a dúvida de fazer as duas ilhas ou de só fazer a de Uros, tendo feito Isla del Sol dois dias antes no meu roteiro. Sei que você não fez mas talvez terá ouvido alguma coisa?

    Obrigado!
    Angel

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Angel, tudo bem? O passeio pela ilha de Uros comecou por volta das 8 horas (nos pegaram no hotel as 7) e, pelo que me lembre, dura umas 3 horas. De la, partimos para Taquile, ficamos cerca de 1 hora entre caminhada e praca e depois almocamos por la.
      Eu sou louca para ir a Isla del Sol, mas pelo que ja li a respeito, vale a pena se vc tiver mais dias para viajar pela Bolivia, e de repente incluir Copacabana no seu roteiro.
      Depois me conte como organizou 🙂 abracos

      Responder

      • Angel no dia escreveu:

        Oi Vanessa!

        Pois é, isso é o que estou pensando. Vou chegar em Santa Cruz e daí vou subir pela Bolivia e estarei na Isla del Sol. Daí vou para Puno e farei o passeio da Isla de Uros, mas tinha a dúvida de ir ou não até Taquile, por já ter conhecido a Isla del Sol.

        Mas aí vou ver como arrumo e depois te falo 🙂

        Obrigado pelas dicas,
        Angel

        Responder

        • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

          Entendi…veja direito o seu horário de chegada em Puno (você ficaria quanto tempo lá?). Dependendo, você pode enviar um email ao hotel onde se hospedará ou a algumas agências de turismo de lá (Ex.: Responsible Travel Peru, que utilizei, Mistery Peru, que cotei algumas vezes) para ter uma ideia de horário e ver se dá tempo a você.

          Abs.,
          Vanessa

          Responder

          • Angel no dia escreveu:

            Poís é Vanessa, eu vou para Puno só para fazer o passeio das Ilhas. O meu plano é chegar de manhã cedinho, fazer o passeio e sair à noite para Cusco!

            Mas aí vou dar uma olhada direitinho para ver como fica 🙂

            Obrigado pelas dicas de novo!
            Angel

  • Ju Velloso no dia escreveu:

    Adorei o post!! estou organizando o roteiro para proximo mes, e estou tentando colocar Puno no roteiro,saindo de Cuzco!Vai ser tipo um bate/volta, vou em um bus turistico que vai parando ate Puno – durmo por la,faco o passeio no dia seguinte e a noite ja volta para Cuzco…Ufaaaa,cansa cansativo,mas parece que vale a pena!!!lAlguma segustao a mais??? Abraços!!

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Que delícia, Ju! É corrido mas nem por isso deixa de ser proveitoso, tenho certeza!!
      Se você tiver tempo de jantar em Puno, vá ao restaurante Mojsa! Comi uma carne de alpaca que estava uma delícia!! Falei um pouquinho de lá nesse post: http://ciaoviaggio.com/2015/01/onde-comer-em-puno-restaurante-mojsa/
      Abraços
      Vanessa

      Responder

    • Olga Maria no dia escreveu:

      Oi JU !
      Você fez este percurso de Cusco para PUNO, dormiu e no dia seguinte fez o passeio pelas ilhas do Lago Titicaca, que dura o dia todo, e voltou para CUSCO à noite? De que você voltou, onibus ou trem? Saiu que horas? Pretendo fazer o mesmo no mes de fevereiro de 2017. Aceito sugestões!

      Responder

  • Thales no dia escreveu:

    Oi Vanessa,
    Li seus relatos e adorei, eu e minha esposa iremos ao Peru em setembro e suas dicas vão nos ajudar bastante.
    Teremos pouco tempo de viagem, então ficaremos em Puno apenas um dia.
    Planejamos ir a Puno de ônibus saindo de Cuzco às 22h do sábado e chegando às 4h da manhã de domingo, pegar um táxi na rodoviária e ir até o hotel, onde teríamos um banho, algumas horas de descanso para fazer o passeio pelas ilhas flutuantes pela manhã. De Puno retornaremos a Lima num vôo da Lan que sai do aeroporto de Juliaca às 21h nesse mesmo dia.
    Minha dúvida é se vale a pena fazer apenas o passeio de meio-dia, que pelo que pesquisei termina às 12:30, apenas à Ilha de Uros, e a tarde passear pela cidade (na verdade nem sei se há mais algum lugar que realmente vale a pena visitar, pelo que li a cidade em si não tem tantos atrativos), OU fazer o passeio de um dia inteiro, incluindo também as Ilhas Taquicre, que termina por volta das 17h (nesse caso ao fim do passeio teríamos que ir direto para o aeroporto, que pelo que pesquisei fica a pouco mais de 1h de Puno, talvez fique um pouco corrido).
    São esses os horários do passeio mesmo?
    O que voce acha?
    Obrigado.

    Responder

  • Enaira Rosindo no dia escreveu:

    Vanessa,
    Muito obrigada pelas dicas!
    Estou orçando com a Responsible Travel.
    Sabe se em Puno tem muitas opções de horários para Copacabana e Arequipa?
    Estou com receio de ficar “presa” em Puno e Copacabana.

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Ola, Enaira.
      De Puno para Arequipa, so tinham 2 horarios disponiveis quando fui (as 15 horas e a noite), de forma que passamos a manha um pouco a toa pela cidade.
      Em relacao a Copacabana, nao cheguei a conhecer mas o que te recomendo eh de pedir indicacoes de empresas ao hotel onde voce ficara hospedada!
      Abracos

      Responder

  • Gleydson no dia escreveu:

    Olá Vanessa, muito top seu roteiro e relatos. Parabéns.
    Chegarei em Puno por voltas das 13h, você sabe se sai algum barco apenas para Uros?
    Obrigado

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Gleydon

      Acredito que sim – dê uma pesquisada em algumas agências de turismo ou mesmo no seu hotel/hostel.
      Abraços

      Responder

  • Ariane no dia escreveu:

    Olá Vanesssa,

    Você poderia me enviar um e-mail para conversarmos?
    Li sobre sua viagem as ilhas flutuantes e gostaria de dicas sobre hotel e essas coisas… irei para Cusco em novembro e não sei muito bem onde ficar.

    bjs e obrigada.

    Responder

  • Melissa Beff no dia escreveu:

    Olá ! Poderia dizer quantos soles custa o passeio de dia inteiro Uros x Taquiles? Tem alguma agência para indicar? Obrigada

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Melissa

      Fiz diversos passeios no Peru com a Responsible Travel Peru, e recomendo.
      No caso de Uros e Taquile, como chegaríamos de madrugada, preferimos antecipadamente fechar com o hotel (Tierra Viva) a agência que trabalhava com eles.

      Abraços
      Vanessa

      Responder

  • Maria Dirlei Torquato no dia escreveu:

    Quanto tempo dura o passeio a partir do Hotel, nas Ilhas flutuantes de Uros e Taquile?
    Que horas se chega ao Hotel, depois do almoço?
    Dá tempo para conhecer o Centrinho?
    Atenciosamente.
    Dirlei

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Olá, o passeio dura o dia inteiro, você vai chegar por volta das 16, 17 horas e aí dá para conhecer o centrinho sim.
      Abraços

      Responder

  • Maria De Lourdes no dia escreveu:

    Vanessa amei teu roteiro pelo Peru (já estive lá mas já fazem 31 anos e fiz só o básico:Lima,Cuzco e Macchu Picchu ) kkkk.
    Vou me basear no teu roteiro, eu e meu marido iremos final de abril permanecendo uns 14 dias. Estou organizando vou olhar a agência que tu utilizaste …Responsabile Travel Peru. Teu blog é muito legal. Eu também adoro vijar.

    Responder

  • Maíra no dia escreveu:

    Olaa Vanessa gostei muito do seu post sobre o lago titicaca mas queria saber mais ou menos quanto tempo leva saindo do hotel de puno para conhcer o lago e depois voltar quanto tempo mais ou menos leva esse passei! Teria como vc me informar sobre isso??

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi Maira, esse passeio começou cedo, por volta de 9 horas se não me engano, e terminou lá pelas 16 horas.
      Abraços

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *