• Peru: Todas as dicas para programar a sua viagem!

Vinicolas de Mendoza

Postado em

Gostaram das dicas da Júlia do Economoda referente a viagem de carro que ela e o namorado fizeram de Santiago a Mendoza? Então vamos agora a uma parte deliciosa da viagem: as visitas às vinícolas 🙂

Pessoal, continuando com a colaboração aqui no Ciao Viaggio, falarei das vinícolas que visitei em Mendoza. São mais de mil, visitei so 7 rs…difícil visitar mais ! Você bebe muito e chega até a ficar empapuçado de vinho rs!

Mendoza é dividida em 3 regioões de vinhos : Maipú , Lujan de Cuyo e Valle do Uco. Maipú é a mais próxima da cidade e não possui tantas vinícolas, a mais famosa é a Zuccardi. Luján de Cuyo é a mais popular, com diversas vinícolas conhecidas e outras nem tanto, fica a uns 20 mins da cidade. Já Valle do Uco é a região mais nova a ser explorada, e também a mais linda. Situada bem no pé das cordilheiras, os melhores Malbecs tem vindo de lá, e fica a mais de uma hora da cidade.

O ideal é dividir as visitas por região e se planejar com uma certa antecedência, pois algumas vinícolas só atendem com reserva. Os almoços ão geralmente harmonizados com vinhos, e não saem por menos de R$ 150,00 por pessoa – e algumas vezes, decepciona 🙁

Seguem as minhas visitas:

  •  O Fournier & Andeluna – Valle do Uco

N’O Fournier, optamos pela visita mais almoço harmonizado. Linda vinicola, ótimos vinhos e restaurante excelente! Recomendo mil vezes o menu com 5 passos mais 3 tipos de vinhos, e a vista da cordilheira é de tirar o folego!

DSC_0125 DSC_0124

DSC_0126 DSC_0127

DSC_0130 DSC_0134

DSC_0133 DSC_0135

  • Andeluna

Trata-se de  uma vinícola pequena de vinhos mais acessíveis, porém leves e fáceis de beber! Não vendem aqui no Brasil, somente na Argentina e exportam muito pros EUA e Canadá. A degustação é paga, e você toma 5 tipos de vinhos. Acho que saiu uns R$ 40,00.

DSC_0168 DSC_0174

  • Achaval Ferrer & Belasco de Baquedano – Luján de Cuyo

Achaval é uma vinícola boutique, e com vinhos não tão fáceis de se encontrar por aqui. Ficam em uma paisagem maravilhosa, com uma varanda incrível com vista para as cordilheiras. Visitas com reserva e degustação é paga , mas não me lembro o valor. Vale muito a pena!

DSC_0204

  • Belasco de Baquedano

Fomos para o almoço e foi uma decepção! Recepçao fria, ninguém sabia muito da vinícola, comida nada demais e dinheiro gasto a toa. Foi tão sem graça que tenho nem foto ! Não recomendo, apesar de ter um lugar lindo e vista incrível.

  •  Zuccardi – Maipú

Foi uma visita incrível, longa, só para mim e meu namorado. A guia foi super simpática, nos levou em toda a área da Zuccardi, explicou como os diferentes tipos de vinho são feitos, e ao final fizemos uma degustação – paga também. Visita ótima! Ficamos para almoçar na Casa do Visitante, onde existem duas opções de almoço: menu degustação com 8 passos e uma espécie de parrillada com carnes e saladas e harmonizada com 3 tipos de vinhos (sem miséria, pode se repetir e trocar as uvas quando quiser) por uns 200 reais (a parrillada) optamos por esse e recomendo muito também. Eles também fazem azeites, em três variações de azeitonas, todos deliciosos! Mas como o passeio foi longo e o almoço estava bom , ficamos só nesta vinicola neste dia.

DSC_0220 DSC_0229 DSC_0231 DSC_0219

  •  Catena Zapata & Cobos – Luján de Cuyo

Catena foi uma visita boa também, onde passeamos pelo prédio da vinícola (imitação de uma pirâmide azteca) , vimos um filme sobre a historia da vinícola, passeamos pelos locais onde ficam armazenados as barricas e finalizamos com uma degustação – paga- de 3 tipos de vinho. Gostei muito da visita, recomendo!

DSC_0234 DSC_0237 DSC_0247

  • Cobos

É  uma vinícola bem pequena, e difícil de encontrar os vinhos aqui no Brasil. Vinhos são mais caros, feitos em menor produção. A degustação foi ótima, com 4 tipos de vinho e alguns petiscos ( um queijo que não sei o nome que nunca esquecerei na minha vida rs) . Mais uma que super recomendo. Não agendamos, mas conseguimos entrar mesmo assim. Sugiro reservar sempre!

DSC_0269

 

Gostei de todas que visitei, menos da Belasco. Recomendo todas! Isso que é legal de Mendoza, visitar vinícolas grandes e pequenas , você vê a diferença e aprende mais sobre os dois tipos de produzir vinho!

Para o Brasil, você só pode trazer 12 garrafas por pessoa na mala, porém, se for de carro via Chile, só pode entrar no Chile com 2,5 lts de bebida alcoolica por pessoa. Quase nos ferramos nessa, mas o policial foi legal e nos deixou passar  (tínhamos 21 garrafas rs!) .

Por Júlia Campos Moura

Espero que tenham curtido as dicas da Júlia – e não deixem de visitá-la no Economoda! 🙂

Confira também: De Santiago a Mendoza de carro!

3 Comentários para “Vinicolas de Mendoza

  • Rayner no dia escreveu:

    Olá !!!
    Legal, iremos agora em fevereiro/2016.
    Somos 5 adultos e 02 crianças, estou analisando se vamos de carro ou ônibus, estaremos em Santiago.

    Grato pelas dicas.

    Responder

  • thiago no dia escreveu:

    oi.. boa noite… estou indo pro chile em dezembro, e tenho intencao de ir a mendoza e fazer o trajeto de carro… so me preocupa o fato de visitar as vinicolas, beber (obviamente) e dirigir na cidade (voltar ao hotel) . qual a tolerancia da policia local em relacao a essa questao. sabe me dizer?

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Thiago

      Tem que dar uma maneirada, na medida do possível…rss…se quiser curtir e beber um pouco mais, de repente vale a pena você contratar um tour que te leva às vinícolas, o que acha?
      Abraços

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *