• Peru: Todas as dicas para programar a sua viagem!

De Santiago a Mendoza de Carro

Postado em

Oi, pessoal, tudo bem?? A minha amiga Júlia, do blog Economoda (Instagram: @economoda) acabou de voltar de uma viagem maravilhosa com o namorado a Mendoza e o trecho Santiago até esse destino foi feito de carro, o que lhes proporcionou apreciarem paisagens simplesmente divinas!! Se você está planejando essa viagem, acompanhe as dicas por aqui 🙂

Uma das perguntas e dificuldades que mais tive foi: será que ir de carro pela Cordilheira dos Andes é uma boa ideia?

Li em alguns blogs dizendo que era perigoso demais, outros dizendo que não. Enfim decidimos tomar o risco e enfrentar o passeio. E olha, me arrependeria se tivesse feito diferente, uma das paisagens mais lindas que já vi na minha vida.

Vamos ao passo a passo?

  •  Alugue um carro em uma cidade na qual você irá ter que retornar. Ou seja, você vai pra Mendoza de Santiago, mas lembre se de que terá de retornar o carro no mesmo país que alugou.
  •  Antes de ir , informe a locadora de  que precisa da documentação pra cruzar a fronteira. Fizemos pela Hertz, e informamos via email. Quando fomos retirar o carro estava tudo lá, certinho. Tem um custo de uns R$ 100,00. Faça antes, não tem como fazer na hora pois é documento com firma em cartório.
  • Alugamos um carro super simples, pequeno, sem nada demais, não precisa de grandes funções no carro ( fomos em uma época sem neve na estrada, importante ressaltar). Uma semana de aluguel nos custou  cerca de R$ 1.000,00.
  •  Passamos em uma loja de conveniência, e nos abastecemos de água, sucos, bolachas e salgadinhos, pois não tem muitos pontos de parada nessa viagem de cerca de 6 horas.
  •  Leve ao menos uns 20 mil pesos chilenos para pedágios Ida e Volta. Na Argentina só tem um pedágio de poucos pesos, acho que não custa nem 50 pesos.

Vamos à estrada?

Saindo de Santiago, pegamos uma estrada grande, boa, com destino primeiro a Los Andes, cidade super lindinha no sopé da cordilheira. ( se tiver de abastecer, faça aqui, ficará sem um bom tempo sem postos!)

DSC_0011

Depois começa a subida à cordilheira, uma estrada de duas vias, mas bem asfaltada, sinalizada e mesmo com muitos caminhões eles andam devagar e respeitam as leis. Ou seja, a parte que temiamos, foi nada demais rs…lindas as paisagens, de cair o queixo!

DSC_0028

DSC_0035

DSC_0036

Paramos na estação de Portillo para tirar fotos ( estava fechado, só abre no inverno mas tinha neve ainda!). Aproveitamos para conhecer a Laguna del Inca, lindíssima em um vale com montanhas cheias de neve!

DSC_0322

Logo após Portillo, subimos mais ainda, através de túneis, até chegar à Imigração Argentina ( a chilena e a argentina ficam a uns 15 kms de distancia. Na ida so para na Argentina, e na volta somente na do Chile.) Essa parte é chata, na ida e na volta…mil carimbos, inspeções, olhadas feias ( não sabemos o porquê rs) mas ao menos fica no meio dos Andes, e a vista é divina rs…!

Logo após as imigrações, chega o parque nacional do Aconcagua. Lindo demais, sao quase 7 km de altura, mas te juro, não parece tanto assim ao vivo, parece até acessivel sabe? rs…Existem duas trilhas, uma pequena de 5 minutinhos, para um platôzinho que da uma melhor visão da montanha, e outra de 5 km que da acesso ao parque em si. Ficamos com a de 5 minutinhos rs, foi lindo mesmo assim!

DSC_0283 DSC_0285

Então começa a descida rumo a Mendoza, a paisagem já começa mudar, a neve começa a sumir e mil cores começam a aparecer nas montanhas, coisa mais linda!

DSC_0060

DSC_0066

Um pouco antes de Mendoza, se chega a Uspallata um vilarejo charmoso, mas que não paramos!

DSC_0075 DSC_0073

Passamos também pela Puente del Inca, um hotel do começo de 1900 abandonado mas ainda com instalações visiveis na beira das montanhas.

DSC_0056

Por fim, a região de Potrerillos, esse lago lindo demais onde existem esportes nauticos na temporada!

DSC_0277

e por fim, Mendoza!

O que eu acho?

Que vale muito a pena alugar um carro! Essa viagem é incrível, você não vê a hora passar…é de tirar o folego!

Além disso,  em Mendoza, achei legal termos o carro, pois tínhamos liberdade de ir aonde queríamos, e não depender de motoristas para isso. Por exemplo, no ultimo dia estávamos em Lujan de Cuyo e não queríamos mais almoçar em Vinícolas (caro demais) 🙁  e fomos a cidade achar um lugar pra almoçar. Achamos um lugar simples, chamada Lo Del Dante, onde fui presenteada com as melhores batatinhas fritas que já comi na vida rs…se estivéssemos de motorista, ele jamais levaria a gente por lá, pois os roteiros já são pre determinados – e eles muitas vezes ganham comissão das vinícolas.

Faça essa viagem se puder, você não irá se arrepender 🙂

Por Julia Campos Moura

Confira também: Vinícolas em Mendoza

53 Comentários para “De Santiago a Mendoza de Carro

  • Haendel no dia escreveu:

    Oi Vanessa! Irei fazer esses trajeto de Santiago para Mendoza. No entanto, a locadora de carros Localiza está cobrando um valor de 210 dólares + taxas para emissão de um documento que permite a travessia. Esse valor cobrado está correto? Li que você disse que pagou apenas 100 reais … Você poderia esclarecer melhor esses valores? Obrigado

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Ola, tudo bem? Confirmei com minha amiga e foi isso mesmo: 100 reais. Ela alugou com a Hertz. Abracos, Vanessa

      Responder

  • Paulo Machado no dia escreveu:

    Olá, Vanessa! Pretendo fazer o trajeto Mendoza – Santiago em agosto mas não sei o clima seria um empecilho a ponto de inviabilizar a viagem. Você sabe em qual mês a Júlia fez a viagem? Obrigado!

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Paulo, tudo bem?
      A Julia foi em Outubro – o inconveniente de Agosto é que pode nevar bastante, o que as vezes pode ocasionar em bloqueios de certos trechos da estrada.

      Responder

  • Jean no dia escreveu:

    ola td bem??? como eu faço para alugar um carro com a documentação necessária para a travessia do chile para argentina???
    pq tem varios sites de alugueis, mas nenhum fala de como pedir a a documentaçao… e eu li que precisa fazer esta documentacao pelo menos uma semana antes….

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Jean, desculpe a demora.
      Quem dirigiu foi o namorado da minha amiga e ele levou apenas a carteira de motorista daqui do Brasil.

      Responder

  • Fernando no dia escreveu:

    Ótimas dicas ! Obrigado.. e a volta? Foi tranquilo na aduana chilena??

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Fernando, desculpe a demora. A Julia disse que foi tranquila, so fique atento a quantidade de vinhos que resolver trazer… O pessoal da Aduana encafifou um pouco, mas os deixaram passar sem problemas. Abracos

      Responder

  • FLAVIA no dia escreveu:

    Olá, gostaria de saber se vocês fizeram os lagos andinos. Estou pensando em ir no final de agosto e o trajeto será Santiago–Mendonza—Lagos Andinos—Bariloche—Santiago e pretendo alugar um carro. Ficarei 12 dias no total e estou cheia de dúvidas

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Flavia. Meus amigos nao fizeram os lagos andinos nao, vou ficar te devendo.abracos

      Responder

    • dina wolowski no dia escreveu:

      Oa Flavia

      Vamos fazer santiago a mendoza em fim de agosto ., de carro
      Como fico sabendo das nevascas afrente?
      Ha um site?
      Grata

      Responder

  • Mateus no dia escreveu:

    Boa tarde! Parabéns, muito legal seu blog. Estou indo em Novembro e quando fui alugar o carro, a empresa Alamo me disse que tem uma taxa de 357 dólares americanos para cruzar fronteira em Chile e Argentina. isso é verdade? Tem taxa mesmo para entrar na Argentina de carro?

    Responder

  • Diego no dia escreveu:

    Bom dia!
    Vanessa, gostei muito do relato de sua amiga. Tenho procurado à alguns dias uma indicação que talvez ela possa me ajudar.
    Tenho interesse em fazer esse percurso entre a 2º quinzena de agosto a 1º de setembro de 2016.
    Como estaremos de carro, gostaria de saber qual a indicação dela de passeios que podemos fazer sem a necessidade de contratar uma agência específica.
    Faremos a viagem em 8 integrantes…a família é grande..rs
    obrigado!!

    Responder

  • Maria Aparecida Abdal no dia escreveu:

    Acabei se voltar de Santiago e fiz, junto com meu marido e outro casal, o trajeto até Mendoza ida e volta de carro. Vale muito a pena. Postei algumas dicas. rotasinesqueciveis.blogspot.com

    Responder

  • Fernanda no dia escreveu:

    Olá, Vanessa! E a questão da altitude, é tranquila? Porque são uns 3.800m, certo? As estradas são boas, mesmo as não asfaltadas? Obrigada!

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Fernanda

      No meu caso, a altitude me deixava extremamente cansada e com muita sede, no entanto, existem pessoas que ficam mal, com ânsia, dor de cabeça e outras não sofrem quase nada, como foi o caso do meu amigo que viajou comigo. É muito relativo e pessoal, a sugestão é tomar muita água, evitar o álcool e ir se acostumando à altitude aos poucos, sempre respeitando seu ritmo.
      Alguns trechos das estradas são ruins sim, e vi muita imprudência de motoristas, mas felizmente deu tudo certo!

      Responder

  • Fernanda no dia escreveu:

    Olá, Vanessa! E a questão da altitude, é tranquila? Porque são uns 3.800m, certo? Obrigada!

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Fernanda

      Depende muito de cada organismo…vá habituando-se aos poucos, evite muito esforço físico e beba bastante água.

      Abraços

      Responder

  • Andrea C Ferrari no dia escreveu:

    Muito obrigada pelas dicas!

    Responder

  • Leonice no dia escreveu:

    Gostaria de saber como é a passagem por “los caracoles” no chile. Realmente é muito perigoso? Vi que não foi feito nenhum comentário sobre esse lugar, que é muito famoso.

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Leonice

      Meus amigos não fizeram esse passeio – seria legal se alguém que o fez comentasse aqui.
      Abraços

      Responder

    • Fernanda Zardo no dia escreveu:

      Oi! Fizemos esse trecho e foi relativamente tranquilo. Foi no verão, então com neve no inverno não sei como é. Apesar de sinuosa e ter caminhões, muitas vezes, é tranquilo o trecho.

      Responder

      • Leonardo Xavier no dia escreveu:

        Olá Fernanda , você foi de carro alugado ? onde alugou ? quanto ficou de taxas para travessia ?

        Responder

        • Fernanda no dia escreveu:

          Olá! Fomos com nosso carro, não alugamos. Além dessas opções, também é possível ir de ônibus e voltar de avião, ou vice e versa. Não sei valores. Abraços!

          Responder

      • Leonardo Xavier no dia escreveu:

        olá Fernanda .. você foi de carro alugado ? onde alugou ? quanto ficou de taxas para travessia ? no site da Alamo ta cobrando U$200 de permissão e U$ 100 de seguro de responsabilidade civil , achei muito alto

        Responder

      • Leonardo Xavier no dia escreveu:

        Olá Fernanda .. você foi de carro alugado ?onde alugou ? qt de taxas ? a Alamo ta cobrando U$ 200 de taxa e U$100 de seguro , achei muito . Obrigado

        Responder

  • Denise no dia escreveu:

    Olá Vanessa! ótimas dicas! Eu e meu marido pretendemos fazer a viagem Santiago – Mendoza em outubro. Pensamos em ir assim que chegarmos em Santiago. O vôo chega em Santiago às 12hs.
    Pensamos pegar o carro de aluguel no aeroporto e ir direto para Mendoza. Acredito que nossa saída seja por volta das 13hs. O que acha? è ruim sair nesse horário? Sei que chegaremos ao anoitecer.
    No retorno a Santiago, faríamos com mais tempo e apreciando devagar a paisagem!
    Obrigada

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Denise

      Conversei com a minha amiga que fez o passeio -ela chegou mais ou menos na mesma hora que vocë mas opttou por passer o dia em Santiago e sõ pegar a Estrada no dia seguinte pela manha.
      Ela contou que todo o trâmite para você pegar a bagagem, carro, passer pelas fronteiras, não vale muito a pena – como a Estrada é muito bonita e faz parte do passeio, ela recomenda fazer pela manhã, caso você tenha essa disponibilidade.

      Abraços

      Responder

  • Renata no dia escreveu:

    Olá. Gostaria de dirigir na bela estrada da Cordilheira, mas sem ultrapassar a fronteira. Você recomenda alguma cidade/vilarejo que valha a pena conhecer sem precisar ultrapassar a fronteira para a Argentina?
    Obrigada!

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Renata, infelizmente desconheço. Vou deixar sua pergunta aqui caso alguém consiga te ajudar. Abraços

      Responder

  • paula no dia escreveu:

    Olá! Vou para Santiago em setembro e gostaria muito de fazer esse passeio (Santiago – Mendoza). De carro alugado.
    Vou com meu marido e meu filho de 1 ano. Será que é recomendável fazer com a criança? A estrada é muito perigosa?

    Como já fui à valle nevado, já não recomendaria.
    Gostaria muito da opinião de quem já fez.

    Obrigada!

    Responder

  • Betina no dia escreveu:

    Oi Vanessa!
    Vc ach que vale mais ficar em Santiago ou MEndoza?

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Betina
      Minha amiga que fez a viagem recomenda ficar em Santiago no dia da chegada e depois pegar a Estrada cedo para Mendoza!
      Abraços

      Responder

  • Gustavo Toscano no dia escreveu:

    Oi.
    Reservei meu carro na rentalcars.com (Budget) mas não falaram de documentação para cruzar a fronteira. Devo solicitar na hora de pegar o carro ou existe outra forma?

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Gustavo

      Quando retirar o carro, vão solicitor seus documentos. Abraços

      Responder

    • EVERTON no dia escreveu:

      Gustavo, como foi a viagem? Pagou quanto pelo documento da travessia de fronteira? qual empresa? conseguiu solicitar na hora que alugou o documento para travessia? abraço

      Responder

  • Caroline Vallesi no dia escreveu:

    Olá, boa noite! Tudo bem?
    Gostaria de saber se em apenas em um dia é possível fazer o trajeto de carro Santiago – Mendonza, ou é melhor dormir em alguma cidade no caminho.
    Muito obrigada,
    Caroline

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Caroline, tudo bem? Meus amigos fizeram esse trajeto direto, no entanto, saindo de Santiago de manha. Alias, essa é ma das dicas da minha amiga: faça de manhã pois a paisagem é linda, e faz paret do passeio. abraços

      Responder

  • louise no dia escreveu:

    Ola Vanessa,
    Sabe me dizer quantas garrafas de vinhos sao permitidas trazer para cruzar a fronteira do Chile?

    Obrigada!

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Louise

      Minha amiga não lembra quantas são, especificamente, mas eram poucas. Vou deixar a pergunta aqui para ver se alguém consegue te ajudar.

      Abraços

      Responder

  • Malu Nascimento no dia escreveu:

    Olá Vanessa,

    Vou para Santiago no início de dezembro com meu marido
    Alugamos um carro pela Álamo e vamos até Mendoza.
    Informamos por email a travessia na fronteira pois na ocasião da locação
    eu esqueceu de informar, estamos aguardando retorno da locadora.
    É nossa primeira ida ao Chile, decidimos atravessar de carro para Mendoza
    porque nos falaram que a viagem é linda, mas confesso estou um pouco apreensiva.

    Obrigada pelas dicas, abraço

    Malu

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Malu, olha só, não fique apreensiva…faça tudo certinho, no sentido de documentação, leve com vc as reservas de hoteis…fazendo tudo certo, ninguem poderá implicar com nada!
      Viagem é para relaxer, aproveite!! 🙂

      Responder

  • Lilian Brito no dia escreveu:

    Olá Vanessa,

    Vamos para Santiago no mês que vem. Você sabe se há algum lugar na travessia dos Andes que dê para parar e tocar a neve em pleno verão? Pretendemos ficar 2 dias em Mendonza e se tivesse que ir a apenas 2 vinícolas, quais você recomendaria? O porém é que não tomamos bebida alcoólicas, não participaremos das degustações, exceto sucos. Além das visitas às vinícolas, o que sugere para visitarmos por lá? Parabéns pelo blog e obrigada por compartilhar.

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Lilian

      Minha amiga foi durante o frio – vou deixar a pergunta aqui caso alguem possa te ajudar.
      Abraços

      Responder

  • Fernando no dia escreveu:

    Pretendo fazer no carnaval de 2017 Santiago a Mendoza de carro, é uma boa época?? teria mais alguma dica ? Obrigado

    Responder

  • Fernando Basile no dia escreveu:

    Olá bom dia.. Vou no carnaval para Santigo com minha esposa, e pretendo alugar um carro para ir a Mendoza, vi seu relato e gostei muito, a única coisa que achei estranho é que fiz cotação em algumas locadoras e em todas elas querem que eu diga o dia exato que vou ir e voltar de Mendoza,, a única que não me pediu os dias exatos(apenas disse os dias aproximados) foi a Hertz, disse que não precisava, fiquei com essa dúvida, será que precisa mesmo informar os dias exatos ?? Obrigado

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Fernando, estranho, imagino que dependa mesmo da empresa. Tente negociar datas flexíveis, quem sabe não atendem?

      Responder

  • Tiago Fabris no dia escreveu:

    Olá, Vanessa!
    Vou para Mendoza, e estou pensando em alugar um carro para ir até os Andes, mas sem cruzar a fronteira com o Chile. Você acha que vale a pena? Gostaria apenas para passar o dia.
    A paisagem muda bastante de Mendoza em direção à fronteira ?
    Obrigado!

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Thiago

      Nem eu nem minha amiga fizemos esse passeio. Vou deixar aqui para ver se alguém consegue te ajudar, ok?

      Abraços

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *