• Peru: Todas as dicas para programar a sua viagem!

Exposição “Obsessão infinita”, de Yayoi Kusama

Postado em

Yayoi Kusama é uma das mais importantes artistas japonesas vivas mas eu confesso que só fui saber sobre ela quando começou o “burburinho” sobre sua exposição no Rio de Janeiro . Li um pouco a respeito e fiquei ansiosa para a exposição vir a São Paulo e conhecer um pouco mais sobre o trabalho tão diferente dessa artista.

Nascida no ano de 1929 na cidade de Matsumoto, Japão, a artista começou suas obras na década de 40, e,  1957, Kusama mudou-se para Nova York e conheceu diversos artistas, dentre eles, Andy Warhol, famosíssimo pela pop art! E foi justamente no final da década de 50 que a artista  passou a demonstrar em suas obras uma repetição excessiva de alguns detalhes.

20140619_164926

 As pinturas da artista demonstram uma forte obsessão por bolinhas…e, posso falar? Eu imaginei que seria entediante, mas Kusama soube misturar as cores de uma forma que as obras se destaquem umas das outras, apesar de tratarem-se do mesmo tema.

Em 1973 Kusama voltou ao Japão e desde 1977 vive em uma instituição psiquiátrica, por vontade própria.

Sobre a exposição em si:

Estão expostas mais de 100 obras da artista, criadas entre os anos de 1950 e 2013.

Aqui em São Paulo, a exposição está acontecendo no Instituto Tomie Ohtaka, em Pinheiros. Logo no primeiro andar, você começa a apreciar pinturas da década de 50, em que já é visível a repetição (arcos, traços, bolinhas…). Seguindo, uma salinha dedicada ao “Espetáculo mil botes”- onde realmente cabe uma pessoa lá dentro, e inclusive tem uma foto de Kusama posando dentro no bote, mais adiante na exposição.

20140619_164856 20140619_164628

A exposição estava lotada e, não bastasse a fila do lado externo, também era preciso enfrentar uns bons minutos de espera para entrar em cada sala. No andar superior, uma obra que eu queria muito ver: “Sala de espelhos infinitos – campo de falos”. Funciona assim: você fica em uma fila e entra um grupo de cada vez, ficando apenas 20 segundos dentro da sala. Muito rápido!

20140619_170220 (1) 20140619_170211

De lá, mais pinturas e depois seguimos para uma sala toda escura, que simula uma sala…o destaque são as bolinhas fluorescentes, que dão o tom da iluminação ao ambiente.É super bacana, porém, não podia fotografar com flash, logo, a qualidade das fotos ficaram péssimas e nem vale a pena postar. Saindo de lá, mas pinturas bacanas da artista:

20140619_173007 (1) 20140619_172905 (1)

Seguimos depois para uma sala de espelhos, mais uma vez bolinhas…rs..e que mudam de cor!! Achei lindo!! Tem que passar meio rápido também, afinal, são muitas pessoas aguardando a sua vez.

securedownload

Depois descemos ao subsolo, onde tinha uma sala com bolas cor de rosa pintadas com…adivinhem??rsss…bolas marrons! hahahahaha. Aí, uma fila intermináavel para a última atração. O funcionário do Museu te dá uma cartela de adesivos de bolinhas coloridas em 3 diferentes tamanhos e a sua missão é entrar na sala e voltar de lá com a cartela vazia…rs

securedownload (1)

 

Colando os meus adesivos:

 

20140619_182821 20140619_182542

 

 

Minhas impressões:

A exposição é realmente algo diferente de tudo o que já vi. Eu não entendo de arte, sou apenas uma curiosa, mas a sensação que tive é de que a artista é uma pessoa “perturbada” com essa obsessão por repetições e conseguiu canalizar essa característica com obras fantásticas que certamente surpreendem a muitas pessoas.

Pra mim, valeu super a pena! Recomendo!

Exposição Yayoi Kusama (até 27/julho/14)

Instituto Tomie Ohtake

Rua dos Coropés, 88 – Pinheiros – São Paulo

Estacionamento pago (não consegui vaga na rua)

Entrada: gratuíta

Horários: De terça a domingo, das 11 as 20 horas (vi placas indicando que as filas encerrariam as 19 horas, em 19/06)

0 Comentários para “Exposição “Obsessão infinita”, de Yayoi Kusama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *