• Peru: Todas as dicas para programar a sua viagem!

Compras em Ciudad del’Este x Duty Free Puerto Iguazu: o que vale mais a pena?

Postado em

Para quem visita Foz do Iguaçu, uma paradinha “estratégica” no Duty Free de Puerto Iguazu, na Argentina e outra em Ciudad del’Este, no Paraguai, parece que virou meio que “obrigatório” a nós, brasileiros, sempre ávidos por consumir uns produtos importados a preços mais baixos.

Mas o que vale mais a pena? Comprar tudo o que for necessário no Duty Free ou dedicar meio período (ou um dia inteiro) à caótica Ciudad del’Este no Paraguai? Nesse post, meu intuito é alertá-los sobre a realidade e possíveis “pegadinhas” de cada lugar, contando um pouco da minha experiência.

Duty Free Puerto Iguazu

20140504_160850

Partindo de Foz do Iguaçu, você não chega a passar pela Imigração da Argentina para entrar no Duty Free (ele fica super próximo à mesma), logo, é bastante tranquilo. O local conta com estacionamento e você encontrará muitos transfers de hotéis até lá (geralmente com horário marcado de chegada e saída).

Chegando ao Duty Free, os funcionários colocarão sua bolsa/mochila numa sacola lacrada deles, e só poderá ser aberta no Caixa!

O Duty Free conta com bons setores de bebidas, perfumes e maquiagens (infelizmente a MAC ainda não havia sido inaugurada!), além de setores de roupas, malas e um stand da Pandora (comprei um charm de murano por US$ 34, enquanto que aqui no Brasil está custando cerca de R$ 105). 

Achei tudo bastante organizado, os produtos são divididos em setores, o espaço é amplo e os atendentes arranham bem o português.

Para saber as marcas que são vendidas no Duty Free, clique aqui.

Documentação:

Apesar de não precisar passar pela Imigração, você precisará apresentar o seu documento na hora de efetuar o pagamento, que pode ser o passaporte ou RG (emitido há menos de 10 anos).

Qual o limite de gastos?

O limite de compras é de US$ 300 por pessoa para viagens terrestres e US$ 500 para aéreas (no caso de você chegar ao Brasil por outro país, Argentina, por exemplo).

No aeroporto de Foz do Iguaçu, toda a sua bagagem passará pelo Raio X antes do check in na companhia aérea, e vi pessoas tendo que abrir a mala sim! Cuidado! Se você exceder o valor das compras, precisará declarar e pagar 50% sobre o saldo excedente. Exemplo: Se você gastou US$ 400, terá que pagar 50% em cima dos US$ 100 que excederam, ou seja, US$ 50. Faça esse cálculo para ver se suas compras valem a pena.

Existem restrições de compras?

  • 24 unidades de bebidas alcoólicas, observado o quantitativo máximo de 12 unidades por tipo de bebida
  • 3 unidades de relógios, máquinas, aparelhos, equipamentos, brinquedos, jogos ou instrumentos elétricos ou eletrônicos

Saiba mais clicando aqui, no site da Receita Federal.

 

Compras em Ciudad del’Este, no Paraguai

Vista do estacionamento do Shopping Ciudad del'Este

Vista do estacionamento do Shopping Ciudad del’Este

Dica: sei que muitas pessoas preferem viajar de forma independente, e eu sou uma dessas, mas, sinceramente, eu JAMAIS iria de carro a Ciudad del’Este. A cidade é um caos!!! Sem faixa de pedestres, sem semáforos, diversos moto táxis e a fila da aduana na volta ao Brasil era de matar!! Como eu estava em ônibus de turismo, passamos super rápido, mas vi uma fila enorme de pessoas ali paradas tendo as suas mercadorias revistadas. Isso sem contar nas histórias bizarras que ouvi de pessoas do grupo, referentes a “pegadinhas” na saída da aduana para o Brasil. Eu sinceramente não arriscaria.

Bom, quando você contrata um serviço de leva e traz ao Paraguai, o ônibus ou van provavelmente vai te deixar e te pegar no estacionamento de um shopping, o que é mais seguro. No meu caso, foi no Shopping Ciudad del’Este, que fica literalmente ao lado da Aduana.

Onde comprar?

Os lugares mais seguros para se comprar no Paraguai, tanto no sentido de segurança como para se evitar produtos falsos, são os shoppings. Eu conheci o Shopping Ciudad del’ Este, que fica logo na entrada do país e, apesar de pequeno, conta com boas lojas de eletrônicos, bebidas, etc.

Umas 4 ou 5 quadras adiante localiza-se o Shopping Monalisa, que mais me lembrou a Macy’s nos EUA. São vários andares com setores de maquiagem, cosméticos, perfumaria, vestuário, artigos para esportes, bebida e alimentação. Lá dentro nem parece que você está na muvuca de Ciudad del’Este, porém, pra tudo nessa vida tem um preço, né? E os da Monalisa são mais caros do que os demais.

Algumas pessoas foram também à Sax, e parece ser confiável, porém, não fui conhecer.

Quanto às lojas de rua, é sempre um risco, saber se o produto é real ou falsificado. Lembre-se que, pelo fato de os produtos serem importados, o correto seria custarem um pouco mais caros do que em seus países de origem. Quando a esmola é demais, o santo desconfia…rs

Quanto posso gastar?

Aqui aplicam-se as mesmas regras expostas no item do Duty Free (leia acima).

Preços e Formas de Pagamento:

De uma forma geral, achei os preços mais em conta do que no Duty Free Puerto Iguzau mas nada tãao significativo que justifique que você encha as sacolas!!rs

Além disso, antes de se empolgar achando que está tudo mais barato, leia os pontos a seguir:

  • Taxas adicionais com pagamentos em cartão de débito e crédito

 Ali em Ciudad del’ Este, pagamentos via cartão de crédito muitas vezes incorrem num pagamento adicional de 10% do valor da compra!! Isso mesmo, gente! Essa taxa, segundo ouvi por lá, refere-se a variação do câmbio (como se você estivese comprando guaranis, a moeda local. Não me convenci muito, mas é assim que funciona!). Para pagamentos com cartão de débito, essa taxa adicional caia para 3%. Lembre-se que, adicionalmente, você será cobrado em 6.38% de IOF em qualquer compra feita com cartão de crédito fora do Brasil, segundo a legislação brasileira.

Dessa forma, uma compra feita com o cartão de crédito te custará, na realidade, 16.38%  a mais do valor que você viu na etiqueta.

Nota: Algumas lojas no Shopping Ciudad del’Este não faziam essa cobrança, como a Lojas Nippon. Sempre pergunte antes de fazer o pagamento e esteja atento que a nota sairá com os valores em guaranis. Informe-se quanto à cotação no site do Banco Central (veja aqui) antes da sua viagem.

  • Como pagar?

Além das opções dos cartões de crédito e débito, que mencionei acima, as lojas aceitam Dólares e muitas vezes até Reais. Tome cuidado com notas falsas, principalmente se for se aventurar a comprar alguma coisa nos camelôs.

Quem avisa, amigo é!

Os vendedores ambulantes são extremamente insistentes e o assédio é muito grande nas ruas de Ciudad del’ Este: um vendedor de meias ficou literalmente nos seguindo por alguns metros que caminhávamos pelas ruas da cidade, e implorava para ajudarmos,comprando, inicialmente, 3 meias por R$ 5, chegando a 7 meias pelo mesmo valor (sim, oferecia em R$ mesmo!). Fiquei com bastante receio de ser “seguida” assim pela rua, o garoto ignorando o nosso “No, gracias”. Não responda e saia andando.

Tenha em mente que você será abordado diversas vezes em Ciudad del’Este: os vendedores praticamente esfregam os produtos na sua cara (exageros a parte…hahahahaha) e ficam te perguntando o tempo todo o que você está procurando: Tênis? Perfumes? Eletrônicos? Mas por NADA no mundo que eu abriria minha bolsa e carteira no meio daquela muvuca toda!!

Evite andar com notas de valores muito altas – prefira dinheiro trocado!

Então, vá preparado, com muita paciência e de olho nos seus pertences! Eles sabem que você é brasileiro, pode apostar!

Peço desculpas por não postar fotos (apenas a do título desse post), mas eu realmente fiquei com um pouco de medo de sair fotografando pelas ruas paraguaias!

Se você tiver dúvidas ou sugestões de compras em terras argentinas ou paraguaias, compartilhe aqui com a gente!

20 Comentários para “Compras em Ciudad del’Este x Duty Free Puerto Iguazu: o que vale mais a pena?

  • Renato Novais no dia escreveu:

    Boa noite,
    Acabei de voltar de Foz e é bem por ai mesmo. Ciudad del’Este um caos mais ainda se encontra coisas boas e baratas se tiver atençao. Comprei perfumes e eletronicos. Agora o Duty Free de puerto iguazu é interessante muito organizado shoping mesmo. E uma dica que o guia nos deu no Paraguai vou compartilhar aqui. Por ex Bebidas, no paraguia é mais barato algusn dolares mais nem tanto confiavel, porem ele nos indicou que comprassemos Pesos(moeda Argentina) em uma casa de cambio, comprei com a cotaçao de 1 dolar por 14 pesos. pois no duty free nossos hermanos super valorizam o Peso, que la sai pela cotação de 1 dolar por 8,75 pesos. Entao produtos de 10 dolares por ex q sairiam 27 reais (ja que a cotaçao era de 1 dolar 2,70 reais) comprando em pesos saiu por 18 reais. Economizamos cerca de 40 por cento fazendo assim.

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Renato, super obrigada pela dica, certamente vai ajudar outros viajantes

      Responder

      • Nádia Ragazzo no dia escreveu:

        Estou indo essa semana, mas ainda fico preocupada com essa questão de pagamento. Queria saber se caixas eletrônicos são comuns nessas regiões de compras

        Responder

        • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

          São sim, Nádia.
          Eu só consegui sacar em agências bancárias, existem alguns outros terminais, mas sempre dava problema…
          Só não se esqueça de verificar com seu banco limite, taxas e desbloquear para saques no exterior.

          Abraços, Vanessa

          Responder

    • Teresa no dia escreveu:

      Renato, boa noite!! Vc esteve em Foz esse ano?? Os pagamentos em peso foram feitos no duty free de puerto iguazu?? Poderia nos indicar a casa de câmbio, por favor??

      Responder

    • Teresa no dia escreveu:

      Renato, boa noite!! Vc esteve em Foz esse ano?? Poderia nos indicar a casa de câmbio, por favor??

      Responder

    • DANIELE no dia escreveu:

      Os produtos do Duty free estão em pesos e não dólares?

      Responder

    • Jey no dia escreveu:

      Renato vc trocou os pesos em Foz mesmo? Onde? Alguma casa de câmbio ou lugar com boa cotação para fazer a troca?

      Responder

  • alan no dia escreveu:

    Scappinni Cambio. Tem site.

    Responder

  • Marcelo Mesquita no dia escreveu:

    Prezados, acompanhando o presente POST tenho a acrescentar que tive mui grata surpresa ao, inadvertidamente, encontrar a SAX. Uau, que loja fantástica, sinceramente. Um pouco menor que o Monalisa, porém tão boa quanto, ou melhor. Produtos como a linha completa do Hermenegildo Zegna, ou Ferrari, dentre tantas outras marcas, Vestidos lindíssimos, que minha esposa amou, relógios de qualidade, brinquedos, e mais, muito mais, além do atendimento elegante e educadíssimo. Em meu retorno ao Paraguai, SAX, sem dúvida, Monalisa? Nem pensar. Abraços a todos!

    Responder

  • adenias lima no dia escreveu:

    ola boa tarde alguem ja veio de ciudad de leste para sao paulo ourio e como funciona em questao de fiscalizaçao seé igual ao de foz do iguaçu

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Adenias, nunca fiz, não sei te responder. Vamos ver se algum leitor consegue te ajudar 🙂

      Responder

  • Cezar no dia escreveu:

    Ainda vale a pena comprar no dutty free ? Um dólar hoje valem atos pesos. E comparando sé ao real ?

    Responder

  • Daniela no dia escreveu:

    Oi. Nós do D&D Mundo Afora fizemos um post superbacana com 37 atrações sobre o que fazer em Foz do Iguaçu, Puerto Iguazú e Ciudad del Este.

    Para ilustrar algumas atrações que não tivemos oportunidade de visitar, citamos alguns blogs que já tinham publicado posts sobre os assuntos.

    Entre eles, indicamos o post do Ciao Viaggio sobre o Duty Free de Puerto Iguazú. Quando puder, dê uma olhadinha lá!!!!
    http://www.dedmundoafora.com.br/2016/08/37-atracoes-foz-do-iguacu-puerto-iguazu-ciudad-del-este.html

    Responder

  • Priscilla no dia escreveu:

    Estou indo do Rio de Janeiro para Foz no carnaval de avião e vou visitar paraguai para compras e para o duty free na argentina também.
    Esse valor de US$ 300 por pessoa é para cada local que eu for comprar?(paraguai 300 e argentina 300?) ou o total das compras dos dois lugares?
    E no aeroporto eles fiscalizam o quanto estou levando para ver se passou? Será que se eu comprar perfume e colocar na mala como se fosse meu antes da viagem, seria preciso declarar?
    Obrigada!

    Responder

    • Vanessa Macagnan no dia escreveu:

      Oi, Priscila

      Os US$ 300 sao totais. No aeroporto você pode ser selecionada para inspeção, logo, a melhor coisa é ser honesta sempre. Se for pega na mentira, a penalidade poderá ser maior.
      Abraços

      Responder

  • daniela no dia escreveu:

    no duty free a cotação do peso é menor que nas vasas de cambio??

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *