• Peru: Todas as dicas para programar a sua viagem!

Depoimento: Vale dos Vinhedos (RS)

Postado em

Pessoal, tudo bom?
A dica de hoje vai de uma amiga minha (sigam a Julia no Instagram: @economoda)  que passou o Carnaval com o namorado no Vale dos Vinhedos, Rio Grande do Sul, e voltou de lá encantada!
Alguns meses antes ela fechou o período do Carnaval com o Hotel Villa Europa (Spa do Vinho) através do Booking.
Vamos ao depoimento da Julia?
  • Onde ficar:
 Aqui cabe a você decidir: gosta de vinhos? Em caso afirmativo, hospedar-se no Vale dos Vinhedos é uma ótima pedida; caso contrário, ou, ainda, se estiver viajando com crianças, opte por Gramado, já que os hoteis no Vale não contam com muita estrutura para os pequenos.
Fiquei no Villa Europa, mais conhecido como Spa do Vinho. O hotel é deslumbrante, no alto de uma colina, no meio do parreiral, uvas doces por todos os lados.
 
Hotel Villa Europa
 
 É um hotel grande,  administrado pela Marriot e com um Spa Caudalie instalado dentro do mesmo. O serviço da recepção é muito bom, espumante à vontade, pessoas atenciosas, o Spa é divino, e a cama maravilhosa.
 
 
 Quanto ao restaurante, decepcionou um pouco: serviço lento, caótico, menus fechados, e um café da manhã bem razoável  para um hotel da categoria do Villa Europa (faltaram, por exemplo, coisas típicas do Sul, como a Cuca!). 
 
Uvas a perder de vista!
 
Se ficaria no hotel de novo? Acho que não devido ao preço que paguei nesse feriado. Certamente voltaria a me hospedar no Vale, perto dos vinhedos, porém, optaria por outros hoteis, tais como: Casa Valduga,  Ca Di Valle, Villa Michelon e Borghetto Santanna.
  • Onde comer:
 Pelo o que notei,  existem três tipos de restaurantes no vale:  os Gourmets, Italianos e os da “nonna”,  bem familiares.
 
 
  • Gourmets são o Vale Rústico, o Restaurante Leopoldina (do hotel Villa Europa). Fui nos dois, a comida estava deliciosa mas não se tratava de comida típica da região e o ambiente era mais “chique” em relação a outros que pude conhecer. Vale a visita, uma vez só… 
  • Italianos: Mamma Gema, Nonno Rudiero, Valontano Cafe, Casa Valduga. Dos Italianos, fui ao Nonno Rudiero, é novo, mas delicioso. Tem o cardápio típico da região, com broddo de capeletti (imperdível), galeto, polenta, salada de radicci com bacon, queijo na chapa e sagu de vinho na sobremesa. Saiu R$ 40 por pessoa, muito barato em vista do que comemos.
  • Familiares: Familia Vaccaro e Osteria Della Colombina. Não conseguimos ir a nenhum desses, pois era feriado e estavam lotados. De qualquer forma, fui visitá-los, são lugares lindos, parecem casa de vó, e a comida deveria ser deliciosa… Fica pra próxima!

Na cidade de Bento Gonçalves, a variedade é maior, e na estrada perto da cidade, tem o Canta Maria e Casa di Paolo, uma rede clássica ali da região.

 
O Casa di Paolo foi a melhor surpresa! Apesar de ser uma rede, a comida deles me pareceu muito caseira! Tudo é maravilhoso: o broddo, o galeto, polenta, queijo, massas… E é no esquema de preço fixo de R$ 53 reais, incluindo a sobremesa.
Caso nao queira pedir o menu completo, pode pedir itens a la carte! Gostamos tanto desse que fomos 3 vezes.
 
  • Vinhos e Espumantes  favoritos:
 Não entendo de vinho, ok? Então pode ser que vocês já tenham experimentado um desses e odiado rs…
 
Mas vale a dica né ? 🙂
Vinho 1:
Cabernet Franc da Casa Valduga 2011: Amei esse vinho tinto, super equilibrado, quase nada de acidez e fácil de beber. Combina com tudo! O preço lá na Casa Valduga é de R$ 47 e você pode ligar lá que eles entregam em qualquer lugar do Brasil. Super justo!
 
 
Vinho 2: 
Dom Laurindo Assemblage de Tannat, Merlot e Cabernet Sauvignon Reserva 2007, saiu R$ 45 mas só para comprar no local. Vinho muito bom também, menos equilibrado que o da Valduga mas ainda assim bem gostoso, com forte aroma de madeira! 
 
 Vinho 3: 
Marco Luigi Cabernet Sauvignon 2006, delicioso, mas tomei no restaurante do hotel e não visitei a vinícola, então não sei o preço.
 
 
Espumante 1: 
Espumante Moscatel da Casa Valduga 2013 por R$ 37, muito delícia, gente! Geladinho, docinho, bebida de mulher mesmo hahaha. Meu namorado não gostou, mas eu tomaria a garrafa toda! Nota 10!
 
 
Espumante 2:  
Espumante Rosé Brut Pizzato, muito bom esse também, super leve, não é tão doce e agrada os rapazes também! Não lembro o preço.  A maioria das vinícolas aceita pedidos pelo telefone , então se vocês ficaram curiosos por algum, deem um google no telefone e liguem lá! Vamos abastecer as adegas, o frio já já chega 🙂
 
 
  • Dica de Passeio: Colheita de uva
 O passeio que mais amei foi o dia da colheita na Pizzato. Mas isso ocorre só de Janeiro a Março, nesse ano acabou nesse feriado de Carnaval.
 
 
 
Você passa o dia todo nas parreiras, colhe a uva, pisa, e todo processo é regado a muito espumante e queijos coloniais. Depois tem um almoço harmonizado com 6 vinhos da vinícola, e, a tarde,  um passeio por uma casa tradicional da região, que faz sucos de uva e geleias divinas, chamada Famiglia Tasca. No fim da tarde mais um degustação com vinhos premium. 
 
Tem que ajudar na colheita…
 
…e pisar na uva…rs
Todo esse pacote saiu por R$ 200,  dinheiro que valeu muito a pena, comparado a tudo que bebi, comi e me diverti. 
 
É isso! Espero que tenham gostado.
 
Ju, super obrigada pelo depoimento. Aposto que deixou muita gente com água na boca para experimentar esses vinhos e comidinhas desses restaurantes deliciosos 🙂

0 Comentários para “Depoimento: Vale dos Vinhedos (RS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *